CAMILA PITANGA SOBRE BEGEL: ‘ERA PARA SER CACHORRA, MAS GEROU EMPATIA’

CAMILA PITANGA SOBRE BEGEL: ‘ERA PARA SER CACHORRA, MAS GEROU EMPATIA’

A personagem Bebel é um dos trabalhos mais marcantes da carreira de Camila Pitanga como atriz. A prostituta da novela “Paraíso Tropical”, exibida pela Globo em 2007, nasceu para provocar o público com o seu mau caráter, mas ganhou a simpatia dos espectadores com o passar dos episódios.

Num papo sobre o assunto no “Botequim da Teresa”, Teresa Cristina atribui o feito à própria Camila. “Tem um fio de doçura que você não perde quando está atuando”, diz a apresentadora para amiga.

Camila explica que Bebel foi escrita para ser uma “cachorra filha da p***”. “De saída, ela fez coisas horrorosas, só queria se dar bem. Era uma alpinista social”.

Mas não era só isso. A personagem trazia uma realidade social, que escancarava os riscos e a luta pela sobrevivência dentro da prostituição, e gerava empatia. Por outro lado, virou uma “zerê” ao contracenar com o cafetão interpretado por Chico Dias e fazer par com Olavo (Wagner Moura). “Não tinha como torcer contra Bebel”, afirma Teresa.

Camila conclui:

“A bebel acabou sendo uma palhaça deliciosa por quem as pessoas sentem empatia e adesão radical”.

A relação de Camila com a família também é destaque na conversa no Botequim. “Você cria a Antônia com uma liberdade que a minha geração não teve”, provoca Teresa, sobre a filha de 14 anos da atriz. A convidada responde que essa foi uma herança de criação que carregou do pai, Antônio Pitanga:

“Apesar de ser de 1939, meu pai está à frente. Ele tem um respeito pelas mulheres. É a pessoa que alimenta e rega o afeto. Ele abaixava na altura do meu olhar para me ensinar as coisas”.

A deputada federal Benedita da Silva (PT), casada com Antônio desde 1992, também contribuiu para que Camila entendesse o respeito como essencial nas relações:

“Quando ela se casa com meu pai, me chama e me diz: ‘quero ter uma conversa com você de mulher para mulher’. Nem eu me via como mulher na época e ela me colocou em pé de igualdade. Assim, ganhou minha admiração.” Camila diz que não subestima a inteligência de Antônia. “Me interesso pelos temas dela. É gostoso ouvir ela falar”.

O “Botequim da Teresa”, que vai ao ar todas as sextas, é o programa perfeito para quem ama boa música e papos interessantes. Teresa Cristina resgata a história de bares tradicionais do Rio de Janeiro, faz receitas clássicas de cada um deles e recebe convidados para conversas descontraídas.

Fonte: UOL

Revista Celebridades

Revista Celebridades

DIRETOR RESPONSÁVEL Alexandre Platcheck MTB: 58.402/SP Whats: (12) 97405-0109 Os artigos, colunas e anúncios, não expressam necessariamente a opinião da Revista CELEBRIDADES.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.