Usabilidade de Software

Usabilidade de Software

Hoje vamos escrever sobre Usabilidade de Software. Sabe-se que a utilização de softwares e aplicativos para dispositivos móveis vem crescendo a cada dia e espera-se, nesse processo, que, ao criar um sistema computacional para o uso em computadores ou dispositivos móveis, o desenvolvedor avalie a usabilidade, ou seja, investigue a facilidade com que os usuários podem executar tarefas específicas ao interagir com tal sistema.

Precisa-se, para tanto, utilizar métodos e ferramentas apropriados, o que facilitará o aperfeiçoamento daquilo que se desenvolveu, bem como um acesso mais amplo aos seus recursos. O Brasil conta, atualmente, com mais de 242 milhões de linhas móveis, o que demonstra a necessidade de desenvolvimento de soluções baseadas em dispositivos móveis e provoca, assim, o avanço nos estudos voltados à mensuração de usabilidade, em específico, às ferramentas computacionais.

Usam-se, no Brasil, o Questionnaire for User Interation Satisfaction e a System Usability Scale como ferramentas de mensuração de usabilidade de softwares. Detalha-se que a System Usability Scale é simples, com apenas dez afirmações objetivas, que dão uma visão geral sobre a avaliação do usuário sobre a usabilidade, podendo ser aplicada a diversos produtos e serviços, como websites, aplicativos móveis e sistemas clínicos.

Especifica-se que, para cada afirmação presente nessa escala, há uma escala Likert de cinco pontos, em que 1 significa “discordo fortemente” e 5, “concordo fortemente”.

Para obter o escore final, a partir da aplicação da escala, o pesquisador deve fazer o cálculo descrito a seguir: é obtido, para as afirmações de número ímpar (1, 3, 5, 7 e 9), o escore individual subtraindo-se 1 do escore atribuído pelo avaliador. Para as afirmações de número par (2, 4, 6, 8 e 10), o escore individual é obtido subtraindo-se 5 do escore atribuído pelo avaliador. Somam-se os valores obtidos e o resultado dessa soma é multiplicado por 2,5, obtendo-se o valor total da System Usability Scale. Pode-se considerar, atentando-se a esse valor total, o sistema avaliado da seguinte forma: pior imaginável (até 20,5); pobre (de 21 a 38,5); mediano (de 39 a 52,5); bom (de 53 a 73,5); excelente (de 74 a 85,5); melhor imaginável (de 86 a 100) (8, 9).

Para mais informações e consulta da Versão brasileira da Escala de Usabilidade System Usability Scale – SUS, consulte o artigo originado em pesquisa na UNICAMP, disponível em https://aquichan.unisabana.edu.co/index.php/aquichan/article/view/16497

Um grande abraço!

Douglas F. Lourenço

Contato: douglasfab@gmail.com

Avatar

Revista Celebridades

DIRETOR RESPONSÁVEL Alexandre Platcheck MTB: 58.402/SP Whats: (12) 97405-0109 Os artigos, colunas e anúncios, não expressam necessariamente a opinião da Revista CELEBRIDADES.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *