DEZEMBRO VERMELHO Prefeitura de São Sebastião promove campanha de conscientização e prevenção à aids

DEZEMBRO VERMELHO Prefeitura de São Sebastião promove campanha de conscientização e prevenção à aids

O Dezembro Vermelho é dedicado à campanha de prevenção, diagnóstico precoce e do tratamento contra a aids. Em apoio à causa, a Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Saúde (SESAU) e a Fundação de Saúde Pública (FSPSS), está provendo palestras e testagem na população.

A ação teve início nessa quarta-feira (01), Dia Mundial da Luta contra a Aids, com profissionais do Centro Municipal de Infectologia (CEMIN) no Centro de Saúde da Topolândia, e terá continuidade nesta quinta-feira na Unidade de Saúde da Família (USF) de Juquehy II e, em 09 de dezembro, na Unidade Básica de Saúde da Enseada, a partir das 9h.

No primeiro dia de ação, foram realizados 332 testes de hepatite B e C, sífilis e HIV na população sebastianense, além de consulta com médico infectologista para os pacientes que tiverem seus exames alterados.

Assim como o CEMIN, as unidades de saúde do município estão promovendo palestras com orientações sobre prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e aids, e testagem para doenças como sífilis, hepatite B, hepatite C e HIV.

O objetivo da campanha é também combater o preconceito a respeito de pessoas que vivem com HIV/aids e conscientizar a população sobre comportamentos seguros de prevenção.

CEMIN

A unidade de saúde realiza testagem, diagnóstico, tratamento, prevenção e redução da transmissão da aids, hepatites virais e outras doenças sexualmente transmissíveis, com respeito ao paciente e sigilo preservado.

Para mais informações, vá à USF do seu bairro ou ao CEMIN, na Rua Antônio Pereira da Silva, nº 280, Topolândia, telefone (012) 3891-4992.

Aids

Sigla em inglês para Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, a aids é o conjunto de sintomas e infecções causadas no sistema imunológico pelo vírus da Imunodeficiência Humana (HIV). Ao atacar o sistema de defesa do organismo, a pessoa infectada pode sofrer com doenças oportunistas e, se não receber tratamento, pode morrer.

A forma de transmissão mais conhecida é através do sexo e, por isso, utilizar camisinha em todas as relações sexuais é o meio mais eficaz de se prevenir contra a aids. Mas há outras formas de transmissão que podem ser evitadas:

– Uso de seringa por mais de uma pessoa.

– Transfusão de sangue contaminado.

– Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação.

– Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

A contaminação NÃO ocorre por meio de beijo no rosto ou na boca; por suor ou lágrima; picada de inseto; aperto de mão ou abraço; compartilhamento de objetos (como copos, talheres ou toalhas); uso de banheiros, assentos e piscinas; e doação de sangue.

A aids é envolta de muito preconceito e medo, e por isso, muitas pessoas não procuram as unidades de saúde para fazer o teste de detecção da doença.

Diferentemente do que era antes, hoje é possível uma pessoa positivada para HIV ter qualidade de vida, com tratamentos e medicamentos que ajudam a controlar a aids.

O Governo Federal disponibiliza uma página (http://www.aids.gov.br/) com informações sobre doenças crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis.

Fonte: Prefeitura de São Sebastião

Revista Celebridades

Revista Celebridades

DIRETOR RESPONSÁVEL Alexandre Platcheck MTB: 58.402/SP Whats: (12) 97405-0109 Os artigos, colunas e anúncios, não expressam necessariamente a opinião da Revista CELEBRIDADES.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.