Estresse e ansiedade na vida dos cães: como identificar e o que fazer

Estresse e ansiedade na vida dos cães: como identificar e o que fazer

O estresse é um dos problemas mais comuns nos cachorros, mas é possível aliviar os sintomas com pequenos ajustes na rotina e com a própria alimentação.

O retorno à vida normal – e ao trabalho presencial – pode deixar muita gente estressada e ansiosa após tanto tempo de isolamento em razão da pandemia. Mas não são apenas os humanos que podem se sentir desconfortáveis com essa mudança na rotina. Os cães também percebem essas alterações no ambiente e podem ficar inseguros e incomodados com tanta coisa diferente. Você sabe identificar esses sinais? E sabe o que fazer para acalmá-los se isso acontecer?

O estresse é um dos problemas mais comuns nos cães. Sempre que a relação entre eles e seus tutores vai ficando mais próxima, os pets são atraídos para o círculo familiar e acabam por experimentar as mesmas condições de vida dos moradores da casa. E, como todo mundo sabe, a rotina da vida urbana tem muitas atividades estressantes ao longo do dia.

O problema, no entanto, é que um cão estressado está sujeito a alterações no comportamento relacionados a ansiedade e estresse, que podem afetar negativamente a sua saúde e o bem-estar. Esses problemas de comportamento também podem afetar negativamente a relação do tutor com seu cão.

Por isso, é muito importante entender as razões que levam o seu cachorro a ficar ansioso e estressado para ajudá-lo da melhor forma.

Como identificar sinais de estresse e ansiedade no seu cão?

Tal qual acontece com os humanos, o estresse nos animais também surge como uma resposta normal a uma situação percebida como perigosa, sendo um importante mecanismo de defesa. No entanto, o estresse crônico pode ser prejudicial para os cães e causar alguns comportamentos considerados anormais.

Os sinais mais comuns podem facilmente identificados pelos tutores. Conheça alguns:

  • Tremer
  • Bocejar
  • Recusar alimentos ou petiscos
  • Lamber os lábios
  • Ter evacuações intestinais e vômitos
  • Evitar contato visual
  • Manter o rabo entre as pernas
  • Se esconder
  • Morder ou rosnar
  • Ter comportamentos destrutivos

Muitas vezes esses comportamentos podem ser mal interpretados, fazendo parecer que o cão é agressivo, mas a causa de base pode estar em situações que estão deixando esse cão ansioso.

Como o ambiente interfere na saúde mental do seu cão?

Os cães gostam de saber o que vai acontecer. Portanto, tudo aquilo que é novo e inesperado pode gerar algum grau de ansiedade. E há dezenas de situações do dia a dia que podem acionar sensações assim: os barulhos da cidade (como luzes, movimentos e poluição sonora), viagens, mudanças de lar ou, até mesmo, a presença de novas pessoas (inclusive bebês) ou novos animais na casa. E, claro, a mudança de rotina causada pela própria pandemia, que é o gatilho mais atual.

Segundo a médica veterinária da ROYAL CANIN® Priscila Rizelo, os sintomas de estresse pós-pandemia podem ser identificados principalmente nos cães que foram adquiridos durante a pandemia. Isso porque, durante o isolamento, nem todos conseguiram socializar de forma adequada, o que é uma necessidade para o cão em todas as idades.

Nestes casos, é importante que o tutor ajude a familiarizá-los ou reintroduzi-los a diferentes experiências, como deixá-los ver, ouvir, tocar e cheirar o mundo ao seu redor, antes de submetê-lo a uma separação mais prolongada – como aquela motivada pelo retorno do trabalho presencial, por exemplo. Ainda assim, é importante fazer isso de forma gradativa e cuidadosa, sempre observando o comportamento e a resposta do pet.

“Quanto mais experiências positivas os cães vivenciam quando filhotes, mais confortáveis se sentirão quando adultos”, explica.

Como a nutrição pode auxiliar no controle do estresse? O que é o produto Relax Care?

Alguns alimentos são especificamente formulados para cães que apresentam sinais de estresse e da ansiedade. A ROYAL CANIN® traz uma novidade, o alimento Relax Care, desenvolvido para essa sensibilidade.

O Relax Care ajuda a modular a liberação de cortisol, que é o hormônio do estresse, fazendo com que os cães consigam lidar melhor com as situações intensas do dia a dia e se adaptem melhor e mais rapidamente às mudanças. Para alcançar esse resultado, nenhum medicamento é utilizado em sua composição. O efeito se dá devido a ingredientes naturais.

Alguns estudos científicos já comprovam o efeito desse ingrediente ativo e o alimento Relax Care possui resultados comprovados. No caso, após seis semanas de uso, os tutores observaram um aumento de 44% no comportamento normal em seus cães.

Além disso, se o tutor já está prevendo alguma mudança na rotina do seu pet, já pode fornecer o alimento a ele previamente para que o cão enfrente a mudança com mais naturalidade. Este alimento é completo e balanceado podendo ser usado por tempo indeterminado.

Quais exercícios e brincadeiras podem ajudar a controlar o estresse e ansiedade do meu cão?

Além do uso do alimento, algumas outras práticas também podem ser adotadas pelos tutores para ajudar a aliviar os sintomas de estresse e ansiedade do pet. Por exemplo:

  • Levá-lo para praticar exercícios regulares
  • Dar atenção, escovar, acariciar e brincar no parque
  • Introduzir atividades que estimulem a mente e a cognição
  • Dar o tempo necessário para que eles se adaptem a possíveis mudanças

O ideal, portanto, é equilibrar uma boa nutrição com a prática de atividades relaxantes para ajudar o seu cãozinho se sentir confiante novamente, mesmo sob o impacto das mudanças constantes do ambiente!

Fonte: G1

Revista Celebridades

Revista Celebridades

DIRETOR RESPONSÁVEL Alexandre Platcheck MTB: 58.402/SP Whats: (12) 97405-0109 Os artigos, colunas e anúncios, não expressam necessariamente a opinião da Revista CELEBRIDADES.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.